O spaceport está cegando

As informações sobre o progresso do spaceport de Malbusca são cada vez mais esparsas tendo havido por isso grande expectativa relativamente à visita estatutária do Governo Regional dos Açores à ilha de Santa Maria que decorreu entre os dias 2 e 4 de Março. O programa da visita já indiciava que o assunto não seria abordado, e o comunicado do Governo no dia de ontem assim o confirmou, mas para os marienses, usando a eloquência micaelense de Vasco Cordeiro, o assunto continua cegando, e muito embora até os mais crentes já desconfiem da sua concretização, uma questão que tanta polémica deu, não poderá cair em esquecimento sem que haja uma resposta cabal dos ainda governantes açorianos sobre o seu desfecho.

Continue a ler “O spaceport está cegando”

Desesperadamente procurando investimento

Findo o Conselho Ministerial da ESA (Space19+), que teve lugar nos dias 27 e 28 de Novembro em Sevilha, é altura de avaliar as conclusões e, em particular, divulgar o que ao spaceport de Malbusca diz respeito. Como já tinha sido abordado na publicação anterior, esta cimeira era decisiva para as aspirações de Manuel Heitor em obter financiamento para os seus devaneios megalómanos. Primeiro, falaremos das novas caras da Portugal Space, depois analisaremos o que Manuel Heitor disse em Sevilha, a sua (e de Chiara Manfletti) entrevista à Euronews que resultaram em manchete no Diário dos Açores, as prioridades de investimento da ESA para o próximo triénio e também o orçamento para o Space Program 2021-2027 em discussão na Comissão Europeia.

Continue a ler “Desesperadamente procurando investimento”

Parolice espacial

No passado dia 20 de Novembro, o Teatro Thalia foi o palco de uma iniciativa da Fundação Francisco Manuel dos Santos que juntou a astrobióloga Zita Martins, o físicos Carlos Fiolhais e João Magueijo e a vice-reitora da Universidade Nova de Lisboa Elvira Fortunato para debater «Do Espaço ao fundo dos oceanos», nos contextos mundial e nacional (ver aqui o programa completo).

João Magueijo – português de gema, físico de renome mundial há anos radicado em Londres onde lecciona enquanto professor catedrático no Imperial College – em 1999 abismou o mundo da Física ao desafiar um dos factos incontestáveis da Teoria da Relatividade Geral de Einstein com a sua Teoria da Velocidade da Luz Variável (VSL). O brilhante físico nacional, bem conhecido pela sua objectividade e frontalidade, a propósito das intenções de colonizar Marte tão delirantemente expostas por Michio Kaku ao minuto 11′ do vídeo completo do programa, deu o mote a este artigo ao classificá-las em comentário posterior de parolice espacial.

“Parolice espacial – devíamos procurar vida inteligente na Terra em vez de em Marte, não parece haver grandes evidências disso” – João Magueija

Mantendo em mente a soberba expressão “parolice espacial” de João Magueijo, avancemos para o que a Santa Maria diz respeito – o que se disse sobre o porto espacial de Malbusca no programa FronteirasXXI. Analisaremos depois as novidades decorrentes do primeiro dia do Conselho Ministerial da ESA a decorrer em Sevilha hoje e amanhã.

Continue a ler “Parolice espacial”

A cimeira do nem-nem (2/2)

O prato principal do New Space Atlantic Summit seria servido no dia 22, sábado, com a sessão sobre mercados emergentes no Espaço e o caso particular do Azores ISLP, ou seja, o concurso para lançamentos a partir de Malbusca, logo às 09h30. O dia começou com umas nesgas de sol e menos vento, para gáudio dos presentes que se deliciaram ao contemplar a vista a partir da Biblioteca Municipal de Vila do Porto.

Continue a ler “A cimeira do nem-nem (2/2)”

A cimeira do nem-nem (1/2)

Como amplamente divulgado e ansiado em Santa Maria, decorreu nos dias 21 e 22 de Junho a New Space Atlantic Summit, evento anunciado no final de Março e que muitas alterações ao seu programa sofreu, conforme foi demonstrado na publicação anterior. Este evento foi, por sua vez (até hoje, pelo menos), misteriosamente ignorado pelo resto do País em geral, no arquipélago açoriano em particular. Embora tenham sido propagandeados mais de 100 participantes, e Manuel Heitor tenha falado em 95 inscritos, não ultrapassou os 80, dos quais cerca de uma dezena eram marienses.

Continue a ler “A cimeira do nem-nem (1/2)”