Cronologia

O estudo da Universidade de Austin

O ano de 2018 inicia-se com grandes novidades relativamente à possibilidade da criação de uma base de lançamento de satélites. Notícia de 15 de Fevereiro de 2018, diz que “Estudo dá luz verde com reservas para projeto de porto espacial nos Açores”. O estudo em causa foi encomendado pelo Ministério da Ciência à Universidade de Austin no Texas onde o Ministro Manuel Heitor tem o estatuto de Fellow, conforme pode ser visível no site da própria universidade.

spotsAcores
Relatório de Avaliação de Viabilidade, Universidade de Austin, Texas

O estudo avaliou diversos locais no Arquipélago dos Açores, mas foi o lugar de Malbusca que reuniu mais consenso e figurou como local mais adequado para o lançamento de satélites. Ganha novo balanço uma ideia que “perdeu fôlego quando, no final da reunião nos Açores o ministro concluía que, afinal, esta não era uma peça essencial do AIR Centre”.

O estudo acima referido, serviu de alavanca da estratégia nacional para o espaço que foi posteriormente discutida e aprovada em Conselho de Ministros, segundo o comunicado do Conselho de Ministros, também do dia 15 de Fevereiro, aprova Estratégia Nacional do Espaço, Portugal Espaço 2030, e também o Projeto-Lei 251/2017, denominado Lei do Espaço para estabelecer o regime de acesso e exercício de atividades espaciais (ver secção Institucional).

Na notícia do Público, é referido pelo ministro Manuel Heitor que, embora o estudo aponte Malbusca como um local tecnicamente viável, o projeto poderá custar entre 100 e 200 milhões de euros, um “luxo” que “só será possível se estiverem garantidas as necessárias parcerias com o sector privado”.

Estando a nível nacional devidamente regulamentado o acesso ao Espaço, o Ministro assumiu usar o relatório como isco numa operação mais vasta de divulgação a iniciar-se em Maio deste ano.